Cronograma história

Liverpool vence na Premier League

2020.11.03 04:35 descobrirfutebol Liverpool vence na Premier League

Embora o atual campeão Liverpool tenha passado por alguns altos e baixos no início da temporada, e até mesmo sofrido uma derrota de 7 gols durante a temporada, conforme o cronograma se aprofundava, o estado da equipe ficou mais estável. Nos últimos três jogos, o Liverpool derrotou o Aja. Cox, Sheffield United e Midiland ganharam outra onda de vitórias consecutivas de três jogos. Depois de experimentar o incentivo da Liga dos Campeões, o moral geral do Exército Vermelho melhorou muito.
Na sétima rodada da temporada 2020-2021, o atual campeão Liverpool derrotou o West Ham por 2 a 1 no Estádio de Anfield. Arnold com a equipamentos de futebol 66 do Liverpool marcou o início de 100 marcos em sua carreira na Premier League. Este jovem zagueiro obteve grande sucesso e é o zagueiro mais caro da lista. O camisa 10, Mane, marcou 200 recordes na Premier League. Com a reversão do Sheffield United por 2 a 1 em casa na Premier League no último fim de semana, o Liverpool ampliou a invencibilidade do campeonato em casa para 62 jogos, com 51 vitórias e 11 empates. Desta vez, a vitória do Liverpool sobre o West Ham empatou o recorde da equipe de 63 jogos em casa sem derrotas na história da liga.
No processo de derrotar o West Ham, o zagueiro novato da Inglaterra, Nat Phillips, que vestia uma equipamentos de futebol Liverpool 2020-2021 , teve um bom desempenho em sua estreia. Sua maturidade e capacidade de comando eram impressionantes. Após o jogo, a Premier League oficialmente nomeou Phillips como o melhor jogador. Phillips começou o jogo e fez parceria com Joe Gomez no zagueiro do Liverpool.
O West Ham United assumiu a liderança com o gol de Fornals aos 10 minutos do primeiro tempo, mas então Salah marcou um pênalti para recuperar uma cidade. Jota com a camisa 20 completou a tradição antes do final do segundo tempo. A vantagem do Liverpool é que acaba de conquistar uma sequência de vitórias, sendo que esta campanha tem vantagem em casa, sendo que o confronto histórico também tem uma vantagem maior.
submitted by descobrirfutebol to u/descobrirfutebol [link] [comments]


2020.10.18 01:12 privatizaja Qual é a opinião de vocês sobre modificar o que já foi escrito?

Galera, estou diante de uma situação meio... complicada.
Veja só, em julho deste ano eu publiquei o meu primeiro e-book de alta fantasia lá na amazon. Acontece que, conforme a história foi avançando no e-book 2 (o que eu estou escrevendo agora), algumas informações que eu coloquei no e-book 1 ficaram ambíguas.
Eu criei um cronograma no começo do e-book 1 indicando as modificações que eu fiz na história. Algumas vezes eu justifiquei a mudança. Em outras, não.
A minha duvida é a seguinte: na opinião de vocês, eu sou livre para acrescentar informações no e-book que eu publiquei?
Eu não tenho redes sociais (elas drenam o meu tempo e a minha criatividade), então eu não tenho meios de contactar as pessoas que já leram ele.
O que vocês fariam no meu lugar?
submitted by privatizaja to desabafos [link] [comments]


2020.09.27 02:55 ruxbe Eu estou oficialmente desistindo das aulas online porque elas estão me matando emocionalmente

Eu estava animado pelo meu primeiro ano no ensino médio e logo descobri que eu tinha 17 matérias (escola estadual),até aí tudo bem,o problema é que eu nunca tinha tido um cronograma pra tantas matérias e eu não estava entendendo a proposta de algumas delas
(caso esteja se perguntando quais seriam essas matérias aqui está a lista: história, artes, português, matemática, inglês, quimica, fisíca, Eletiva 1,Eletiva 2 e Eletiva 3, Projeto de vida, Pesquisa e autoria, Biologia, Geografia, Filosofia, Sociologia e Ed fisica)
A partir dai a bola de neve de bosta começou a rolar,eu não tava entendendo na sala de aula, e quando o corona chegou eu não entendia nada nos grupos do zap, ALIÁS, eu faltei uns dias antes da quarentena começar e eu NÃO sabia que eles tinham um grupo do zap pras tarefas,só fui saber 3 semanas depois quando eu perguntei pra um amigo se eles tinham algo como um grupo do zap de tarefas pq fiquei com medo de estar fazendo nada
Primeiro bimestre se passa e eu tava com um NADA em algumas matérias e a porra do meu professor de história CONFUNDIU MINHAS ATIVIDADES E TOMEI UM ZERO GRATUITO NO BOLETIM,EU NÃO ESTOU ZUANDO,EU PERGUNTEI PRA ELE DAONDE ELE TIROU AQUELE ZERO PQ EU TINHA FEITO TODAS AS ATIVIDADES QUE ELE ME PASSOU,E ERAM DUAS E ELE FALOU QUE EU ESTAVA CERTO,OU SEJA EM TODA A MINHA HISTORIA DE ESTUDANTE EU TIREI UM ZERO PQ ELE SE COMFUNDIU
Ok uma pausa pra mim mesmo agora
Segundo e terçeiro bimestre se passam, minha sala é considerada a pior no indice da escola de entrega de atividades
Eu estava ficando louco de tanta atividade que os desgraçados me passavam,17 professores mandando atividade por semana é uma desgraça, E dessa vez ouve um acontecimento que eu não esqueço, Eu perguntei pro meu professor de matematica me ajudar a fazer uma tarefa dificil umas 3 vezes, Por três dias (uma por dia) e ele não me respondeu e só visualizou a mensagem, não preciso nem falar mais nada
O resultado disso é que eu to sem motivação nenhuma,cheguei a minha decisão,vou reprovar propositalmente pra ter uma chance de entender o que foi esse inferno que chamo de escola
É mais triste ainda saber que 4 alunos da minha classe InTeLiGeNtEs se juntaram pra fazer a própia panelinha deles pra passarem de ano,e que nenhum deles quer ajudar os outros
submitted by ruxbe to desabafos [link] [comments]


2019.12.23 11:31 IcaroBP AJUDA AQUI! É para uma iniciativa de leitura

PRECISO DE AJUDA!
Estou planejando para 2020 um clube de leitura focado nessas publicações disponíveis gratuitamente. É uma forma de divulgar esse trabalho e também de começar uma contracultura no combate da pirataria. Se for para ler de graça, vamos ler isso aqui! E bem... Estou montando o cronograma e selecionando contos/noveletas para a triagem final. Acontece que só consegui puxar da Mafagafo e Trasgo, que disponibilizam um "resuminho" das histórias publicadas. Mas não quero me fechar nessas duas revistas, então...
Pessoas que já leram a Revista Avessa, Converge, Antologia Universos Desconstruídos 1 e 2, Mitografias 1, 2 e 3, digam aí quais contos/noveletas vcs mais gostaram. É pra uma iniciativa de leitura que to montando.
Põe título, autoria, nome da revista/Antologia, e gênero (ex: , Rodrigo Assis Mesquita, Mafagafo vol. 1, FC cyberpunk)
submitted by IcaroBP to litfanbr [link] [comments]


2019.11.24 01:57 lucasucas Encerrei um curso de Informática Básica para a Terceira Idade na universidade em que estudo e foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos anos

Fiz um post uns meses atrás pedindo sugestões de tópicos para as aulas, pra complementar o cronograma e tive umas 40 respostas eu acho, não sei quantos daqueles vão ver isso mas ao menos o cara que pediu o resto da história pode estar por aí.
Sou estudante de Engenharia de Software na federal do MS e tive a oportunidade de dar aulas de informática pra uma turma de idosos em um dos projeto da UMI. Dos 45 alunos, ao menos uns 20 terminaram o curso, fizemos uma festinha de encerramento no ultimo dia e pedimos depoimentos de cada um sobre o que acharam. A experiencia toda com o curso foi muito boa e esse ultimo dia em particular foi muito importante pra mim como um cara de 23 anos que não sabe ao certo o que quer da vida e que acabou construindo um laço muito forte com essas pessoas ao longo das aulas, algumas coisas eu nunca vou esquecer:
O seu Glácio. Ele a esposa frequentavam as aulas e costumavam chegar atrasados na maior parte delas, soube que faziam boa parte do caminho andando, uma caminhada de uns 2km desde o terminal em que desciam. Faziam isso pra exercitar a habilidade antiga do seu Glácio com computadores, nada do curso devia ser novo pra ele se não foi a Alzheimer. No ultimo dia, a ultima pessoa a dar o depoimento foi ele. As pausas entre uma palavra e outra doíam no peito, a dificuldade que ele apresentava pra concluir. Mas ele não perdia o fio, disse o que pretendia e a frase dele eu não vou esquecer nunca. "Eu fiz algo bom no meu tempo de Alzheimer".
Não vou esquecer da Dona Nelly, que era nossa aluno mais difícil. Ela é muito comunicativa, no sentido de que fala bastante e as vezes mais alto que eu no meio da aula, sempre sobre alguma assunto não muito relacionado com o tópico da aula. Ás vezes implicava com alunos que chegavam atrasados (o que não atrapalhava tanto a aula quando a implicância dela) e teve um ou dois acessos de raiva quando não era atendida rápido o bastante. Mas foi a primeira a chorar quando encerramos a ultima aula, fez questão de nos dar presentes no encerramento e sempre, sempre sempre foi muito carinhosa comigo e os monitores. Gosto de pensar que aprendi com ela que as pessoas não fazem as coisas pra te irritar, elas muitas vezes só são assim e vale a pena ver o melhor nelas.
Os elogios. Eu amava dar aula pra eles, foram as pessoas mais gentis e agradáveis com quem interagi esse ano e sempre fizeram questão de mostrar isso. Toda aula começava com alguém deixando um bolo, salgado ou um café na mesa que eu usava. Toda aula terminava com dona Mauricéia me dando uma bala e um abraço de todos eles. Todos elogiavam a didática, a "esperteza" e a principalmente a "paciência", como se eu fosse o melhor professor que já tiveram, como se eles não merecessem paciência enquanto aprendem algo completamente novo, como se apesar de ser minha primeira turma eu devesse fazer isso pra sempre. E eu amei isso, me emociona e me dá vontade de repetir, de fazer isso mais sempre e ser chamado de professor, mesmo que eles só sejam super gentis e realmente essa seja só uma turma fácil (foi).
Eu não sei se eu dou pra esse tipo de trabalho, eu literalmente comecei com o mais fácil possível, com um conteúdo que eu domino e uma turma sem expectativas, com quem era fácil de interagir e que sempre me respeitou e me tratou bem, talvez eu não me saia tão bem com alunos mais novos, talvez não use muito do que aprendi com eles, mas nunca vou esquecer isso, sei o nome e sobrenome de cada um dos 40 mais frequentes e significou muito pra mim fazer parte de um semestre da vida deles. Anunciei isso como um feedback eu acho, mas é mais um desabafo e uma reflexão em cima disso tudo. Eu fiz 2 anos de Eng. Civil, não sabia direito o que queria, o curso foi tão difícil pra mim, não conseguir fazer progresso, larguei eventualmente. Saí me sentindo meio derrotado e não achava que conseguiria ensinar muita coisa pra ninguém, eu não conseguia ensinar cálculo 2 pra mim mesmo, como daria aula pra alguém? Entrei em Eng. Software pq era uma área de interesse minha e um curso bem mais fácil, sem grandes expectativas, sem muito rumo. Ainda não sei se quero ir pro mercado, terminar meu jogo, largar tudo e fazer história ou biologia, permanecer na faculdade e me foder muito pra conseguir um mestrado (vou ter que passar por C2 provavelmente) e ser professor universitário, não sei. Mas ter dado aula pra eles foi um passo pra mim, eu sei agora que gosto de dar aulas, ao menos pra eles.
submitted by lucasucas to brasil [link] [comments]


2019.11.01 19:34 altovaliriano Lemongate e além

Esta teoria famosa afirma que a Casa da Porta Vermelha, onde Daenerys viveu até os 6 anos com Viserys e Willem Darry não ficava em Braavos porque o clima da cidade não é proprício para o cultivo do limoeiro que Daenerys via da janela de seu quarto.
Como o caso Watergate foi um marco jornalístico na cobertura de conspirações políticas dos EUA e o termo "gate" é usado como sufixo para cobertura de escândalos políticos posteriores, a teoria foi sarcasticamente batizada de lemongate.
GRRM havia publicado os capítulos de Daenerys em A Guerra dos Tronos na edição de Julho/1996 da famosa revista Asimov’s Science Fiction (um mês antes do próprio livro ser lançado) sob o nome de "Blood of The Dragon". Alguns leitores foram atrás da revista e descobriram que a Casa da Porta Vermelha originalmente ficava em Tyrosh, e não em Braavos. Aí a coisa se intesificou. Houve até pessoas que entraram em contato com GRRM e ele até respondeu.
Há um texto bem completo no site Gelo & Fogo, cuja leitura sugiro a todos.
-----------------------------------
Porém, não termina aí.
Recentemente eu descobri que usuários do subreddit asoiaf elaboraram um comparativo entre "Blood of The Dragon" e os capítulos de A Guerra dos Tronos e acharam distinções bem curiosas.
Primeiro, vejamos quais capítulos não foram incluídos pela revista:
Por fim, há uma tabela comparativa sobre o que quais foram as mudanças mais relevantes sofridas no texto:

BLOOD OF THE DRAGON A GUERRA DOS TRONOS
A casa com a porta vermelha fica em Tyrosh A casa fica em Braavos
Aegon casou com sua irmã Rhaenys Aegon casou com suas irmãs Rhaenys e Visenya
Daenerys tem 12 anos Daenerys tem 13 anos
Estão na casa de Illyrio há 1 mês Estão há 6 meses
Viserys tem 20 anos [não menciona-se sua idade]
As jóais que Daenerys usa quando é apresentada a Khal Drogo são “pulseira cravejadas de rubis em cada pulso” e "um pesado cordão de ouro torcido ornado com glifos dothraki” "pulseiras douradas incrustadas de ametistas em seus pulsos"; "um pesado cordão de ouro torcido ornado com antigos glifos valirianos"
Daenerys sonha com Drogon (antes dele nascer), mas seus olhos são como “lagoas de ouro derretido” "lagoas de magma derretido"
Doreah conta história de dragões saindo da segunda lua
Quando Daenerys põe os ovos no braseiro, são Irri e Jiqui quem ajeitam tudo. A tentativa de envenenamento não existiu. Daenerys põe os ovos no braseiro depois da tentativa de envenenamento, mas é Jorah quem acende o braseiro.
Jorah conta a Dany sobre os Dothraki e como eles podem se sair invadindo Westeros.
Dany está grávida de 8 meses quando o khalasar deixa Vaes Dothrak. Nenhuma menção de quanto tempo está grávida.
Quando Mirri Maz Duur está montando o ritual para curar Drogo, ela diz explicitamente que precisa do sangue do cavalo de Drogo – Precisamos do sangue – respondeu Mirri. – É este o caminho.
Quando Dany tenta despertar Drogo de seu coma fazendo sexo com ele, o cometa vermelho já está no céu O comenta não apareceu ainda
O cometa vermelho aparece pela primeira vez na noite em que Dany queima Drogo e os dragões nascem
Dany vê vários animais nas chamas da pira de Drogo Ela vê peixes, raposas, monstros, lobos, pássaros brilhantes, árvores floridas na versão publicada que ela não vê na novela. Mais debates aqui
“Agora, ela pensou, agora, e por um instante, apenas um instante, ela vislumbrou Khal Drogo diante dela, montado em seu garanhão de fumaça, um chicote flamejante na mão. Ele sorriu para ela, e o grande chicote serpenteou na pira, assobiando. "garanhão cinzento"

Algumas notas também foram adicionadas fora da tabela:
Drogo havia jurado a ela quando estavam ao lado do Ventre do Mundo, em Vaes Dothrak.
- Darei a meu filho a cadeira de ferro na qual o pai de sua mãe se sentou. Darei a ele Sete Reinos. Eu, Drogo, khal, farei isso - prometeu ele. - Vou levar meu khalasar para o oeste, onde o mundo termina e cavalgarei com os cavalos de madeira pela água negra salgada, como nenhum khal fez antes. Matarei os homens que vestem roupas de ferro, derrubarei suas casas de pedra e trarei seus deuses quebrados de volta a Vaes Dothrak. Assim jura Drogo, filho de Bharbo, diante da Mãe das Montanhas, enquanto as estrelas olham para baixo como testemunha.
Eles haviam deixado Vaes Dothrak dois dias depois, marchando para o sudoeste pelas planícies, Khal Drogo liderou o khalasar em seu grande garanhão vermelho, com Daenerys ao lado dele, em sua Prata. Ela estava grávida fazia oito luas agora, mas as mulheres dothraki cavalgavam quase até o dia em que davam à luz.
(Blood of the Dragon, tradução minha)

Preston Jacobs (!) fez uma interessante anotação sobre o caso neste mesmo tópico:
Eu esqueceria o limoeiro e o consideraria um remanescente de [originalmente ter sido em] Tyrosh caso o GRRM não tivesse voltado a isso em ASOS e colocasse tantos personagens comentando o clima de limões. Independentemente de ele estar nos sacaneando ou não, as coisas já são muito mais deliberadas agora.
O que é interessante é que o sotaque Tyrosh de Daenerys é mencionando na cena no mercado, que não está presente em Blood of the Dragon. (Apesar de que talvez GRRM a tenha escrito e apenas a omitiu).

Humildemente, eu ainda adiciono duas notas minhas (muito embora eu não tenha lido Blood of the Dragon):
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.10.29 12:53 modsbr Megathread ENEM 2019

Megathread do ENEM 2019

Essa megathread tem como propósito organizar informações úteis para os vestibulandos e treineiros. Caso você tenha sugestão de conteúdo adicional, faça-o nos comentários ou via modmail (reddit.com/message/compose?to=%2Fr%2Fbrasil). Já fez a prova no passado? Comente aqui também!

Cronograma ENEM

Novembro
  • Dia 03/11 - Aplicação das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias / Redação / Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Dia 10/11 - Aplicação das Provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias / Matemática e suas Tecnologias
  • Publicação dos gabaritos e dos cadernos de questões
Link para o gabarito oficial, no site do G1
Janeiro de 2020
  • Data a confirmar - Resultados individuais
Março de 2020
  • Data a confirmar - Resultados individuais dos treineiros
  • Data a confirmar - Divulgação da vista pedagógica da redação
Ainda não há um cronograma para o SISU, FIES ou PROUNI, então fique atento nas notícias e nos sites institucionais.

Outros

Material de estudo

Matemática

Física

Biologia

Química

História

Redação

BEBA ÁGUA, COMA BEM, E FAÇA EXERCÍCIOS! Boa prova para todos!
submitted by modsbr to brasil [link] [comments]


2019.10.21 20:01 altovaliriano Pergunta de BryndenBFish e NPR de novo (out/2019) e Entrevista a OMNI (nov/1996)

Mais recente: Chicago Humanities Festival (11 out 2019)
Link no arquivo: https://www.westeros.org/Citadel/SSM/Entry/16170
O SSM consiste em um vídeo de 5 minutos carregado no youtube em que Martin responde à pergunta selecionada no twitter pela entrevistadora Eve L. Elewig. "Coincidentemente", foi a elaborada por Jeff Hartline (mais conhecido como BryndenBFish). Que marmelada...
Brincadeiras à parte, a pergunta foi "Ele acredita que Robert, Ned e Jon Arryn estavam certos em se rebelar contra Aerys? Ou ele teria permanecido leal a Aerys e os Targaryens?". Martin se desviou da pergunta e enrolou. Veja no vídeo.
--------------------------------
Mais recente (2): Entrevista à NPR Chicago (19 out 2019)
Link no arquivo: https://www.westeros.org/Citadel/SSM/Entry/16176
Na verdade, este artigo foi uma compilação da entrevista de Martin à WGN Radio e do bate-papo ocorrido na Chicago Public Library Foundation (CPLF), ambos já relatados aqui (vide aqui e aqui)
--------------------------------
Mais antigo: Transcrição de uma entrevista à OMNI Magazine (21-22 nov 1996)
Link no arquivo: https://www.westeros.org/Citadel/SSM/Entry/1425
A entrevista parece ter sido feita no formato de chat da internet, como vários códigos de hora, data e IPs. Eu suprimi tudo isso, deixando apenas nickname e mensagem, em ordem cronológica (a entrevista começou no dia 21 e terminou no dia 22). A tradução segue abaixo:
-
Ed_Bryant_Mod : Boa noite, Sr. e Sra. América, e todos as naves no espaço! Esta é outra edição do Omni Visions Prime Time com Ed Bryant. Meu convidado esta noite é aquele escritor estelar de ficção científica, fantasia, romances, contos, filmes e TV, George RR Martin. Boa noite, George!
GeoRR : Para constar, deixe-me dizer que nunca trabalhei em ST:TNG [Star Trek: The New Generation], apesar do crédito que Ellen me deu quando ela estava divulgando isso. Portanto, sem perguntas sobre Data, por favor. Com Vincent eu posso lidar... bem, tanto quanto qualquer pessoa pode lidar com Vincent.
GeoRR : Perdemos contato com Ed?
Ellendat : Enquanto Ed tenta voltar para nós, eu gostaria de me desculpar com George por me enganar quanto a sua participação no ST:TNG.
GeoRR : Acho que Ed caiu de vez. Ele me avisou que isso poderia acontecer.
Ed_Bryant_Mod : Opa, desculpe pessoal! Minha introdução fantástica para George desapareceu repentinamente e eu fui interrompido por uma mensagem de "erro no servidor". Eu estou de volta, então eu vou aumenta-la (mais).
ellendat : Eu sei que posso falar por muitos de seus leitores (e provavelmente membros da platéia aqui) que é bom você voltou a escrever ficção em prosa depois de vários anos concentrando-se em TV.
GeoRR : Há dias em que estou muito satisfeito por estar "de volta" (embora nunca tenha realmente ido embora, sabe - durante todos os meus anos em Hollywood, escrevi e editei WILD CARDS). Há outros dias em que sinto falta da TV. Certamente sinto falta dos grandes carrinhos de mão de dinheiro que costumavam rolar no meu escritório.
Ed_Bryant_Mod : Para aqueles que possam ser novos na SF [Ficção Científica], George Richard Raymond Martin começou a publicar profissionalmente em 1971, com uma curta história para GALAXY. Seus livros subsequentes incluem A MORTE DA LUZ, TUF VOYAGING, SONHO FEBRIL, ARMAGEDDON RAG, a série WILD CARDS (como participante e editor), SANTUÁRIO DOS VENTOS (com Lisa Tuttle) e, entre muitas outras coisas, A GUERRA DOS TRONOS, o primeiro volume enorme em uma série de fantasia épica maciça. *ufa* Além disso, ele passou uma estada em Hollywood trabalhando com A BELA E A FERA e a renascida ALÉM DA IMAGINAÇÃO. Então, George. Quando você dorme e quanto tempo antes de terminar a série de fantasia?
GeoRR : Eu pretendo dormir entre o terceiro e o quarto volumes, ed. Eu dormia um pouco entre o segundo e o terceiro, mas agora é a hora de escrever um roteiro de SONHO FEBRIL que devo à Hollywood Pictures. Hollywood Pictures não existe mais, com certeza, mas eu ainda devo o roteiro. Se eu permanecer dentro do cronograma, devo terminar AS CRÔNICAS DE GELO E FOGO até o final de 1998, mas não prenda a respiração. Esses livros têm três vezes o tamanho de romances comuns, até grandes romances como SONHO FEBRIL, e estou aprendendo da maneira mais difícil quanto tempo leva para escrever um.
Ed_Bryant_Mod : Talvez você seja um viciado em adrenalina, George. Sobre a série de fantasia: Por quê? (sendo franco). Esta não é fantasia como avô, com certeza. É difícil, mas romântico. O que o intrigou em embarcar em um projeto tão grande?
GeoRR : Pudera eu saber. Na verdade, comecei o livro no verão de 1991. Eu estava entre os projetos de Hollywood, então decidi começar um novo romance, ver até onde chegava. O romance que comecei era um livro de SF chamado AVALON, ambientado na mesma "história futura" de DYING OF THE LIGHT e de muitos de meus contos. Na verdade, eu escrevi três capítulos. Mas então um dia o capítulo inicial de A GAME OF THRONES me veio tão vividamente que eu tive que escrevê-lo. Não é o prólogo, lembre-se, mas os primeiros capítulos, onde Bran vê o homem decapitado e encontra os lobos gigantes na neve. A próxima coisa que eu sabia era que AVALON havia sido colocado em uma gaveta e a fantasia tomara conta de mim completamente. Eu sabia que estava perdido quando comecei a desenhar mapas. Porém, é claro, DOORWAYS foi selecionado e fui convocado de volta a Hollywood, mas o livro nunca esteve longe de meus pensamentos.
Ed_Bryant_Mod : Intrigante... voltando um pouco. Quando você era mais jovem, antes de começar a escrever, qual o papel da fantasia em sua vida? O que você leu? Você jogou jogos com dragão e lobo gigante? E onde o seu gosto nesse sentido se desenvolveu como leitor e escritor adulto?
GeoRR : Acho que estou tendo alguns problemas aqui. O sistema comeu minha resposta.
Visitante (Gdozois) : Ellen, Gardner Dozois aqui. Quando George e Ed voltarem, pergunte se ele tem planos de publicar Turtle Castle um dia desses.
ellendat : Gardner, sua pergunta está aqui para que todos vejam :) shhh.
GeoRR : Estou de volta, acho. Eu desloguei e voltei. Todo o sistema parou aqui e nenhum dos comandos parecia funcionar.
GeoRR : Deixe-me tentar essa resposta novamente. Quando criança, eu lia principalmente SF e quadrinhos... não =havia= nenhuma fantasia sendo publicada naquela época. Eu descobri JRR Tolkien no colégio, quando Ace publicou sem autorização o Senhor dos Anéis. Fiquei Maravilhado. Também li Robert E. Howard, provavelmente antes de Tolkien. Conan era divertido, mas a Terra Média era mágica e maravilhosa. O =lugar= era tão importante quanto o enredo ou os personagens, acredito. É assim em toda grande fantasia. Estou tentando tornar meu mundo, meus sete reinos, tão vividamente real quanto JRR fez com o dele.
GeoRR : Olá, Gargy. Ninguém liga para TURTLE CASTLE.
Visitante (Gdozois) : Eu imagino isso como uma obra-prima perdida que será descoberta após sua morte e o catapultará para a fama mundial.
Visitante (169.197.15.29) : E quanto a Burroughs e Wells?
GeoRR : Eu tentei um Edgar Rice Burroughs. Um dos livros "Moon", eu acho. Eu devia estar velho demais, porque odiei e nunca tentei outra até Melinda Snodgrass e eu sermos contratados para fazer o roteiro de A PRINCESA DE MARTE. Eu li HG Wells, é claro. A MÁQUINA DO TEMPO em particular foi == e é == um dos meus favoritos.
Ed_Bryant_mod : George, junto com a fantasia, você parece ter muitos interesses em escrever. Nos interstícios entre mega-fantasias e trabalhos de Hollywood, alguma esperança de mais SF ou horror? Há aqueles de nós que se lembram de SONHO FEBRIL e ARMAGEDDON RAG com carinho indisfarçável.
Visitante (169.197.15.29) : Acho que eu tinha 10 ou 12 anos quando peguei Burroughs. É o que me fez começar, eu acho.
GeoRR : Oh, definitivamente farei outras coisas eventualmente, se a fantasia terminar. Tenho anotações para duas sequências de SONHO FEBRIL, tenho duzentas páginas do romance de Jack, o Estripador, que comecei em 1985 e nunca consegui vender, e quero fazer um livro com um dos meus pilotos de televisão não filmados. Aquele lá é pura SF.
Visitante (Gdozois) : Aproveitando que você o está importunando, Ed. Eu gostaria que ele escrevesse algumas novas histórias de ficção científica. --Gardner
ellendat : Sim. Eu também.
GeoRR : Na verdade, Gargy, é por isso que eu estava ligando para você no outro dia. Eu tinha essa noção ... bem, é muito complicado falar disso aqui, e não devemos falar disso em público de qualquer maneira, mas é uma ideia que eu gostaria de explorar com você quando você tiver meia hora ou mais .
Ed_Bryant_mod : A menção da PRINCESA DE MARTE me obriga a perguntar... Além das cargas de dinheiro em carrinhos de mão, qual é o apelo em Hollywood ? Você viu sua história "Reis da Areia" se tornar o piloto da renascida A QUINTA DIMENSÃO - Melinda Snodgrass (a escritora) e os produtores / diretores / atores visualizaram sua história de uma maneira que você a reconheceria?
Visitante (Gdozois) : Você sabe como se apossar de mim, George. Qualquer hora. --Gardner
GeoRR : Além disso, há esta novela chamada "Shadow Twin" na qual um certo Sr. Dozois e eu estávamos colaborando. Ellen, quer comprar uma novela Dozois / Martin?
Visitante (Gdozois) : Talvez possamos mesclar SHADOW TWIN com TURTLE CASTLE. --Gardner
ellendat : Estou certamente interessada. Está terminada?
Visitante (169.197.15.29) : Escritor iniciante fica [mais] verde.
GeoRR : Hollywood ... bem, essa é uma resposta complicada. Você realmente precisa subdividir Hollywood em duas arenas separadas, TV e Cinema. Eu trabalhei em ambos. TV foi muito emocionante, estressante, mas gratificante. Trabalhei em alguns bons shows, escrevi roteiros dos quais me orgulhava, os vi filmados, subi de um humilde redator para um exaltado produtor supervisor e quase consegui meu próprio show. Eu odiava morar em Los Angeles, mas gostava muito de trabalhar na TV.
Filme, por outro lado, cheguei ao ódio. O escritor é rei na TV; no filme, o escritor é uma merda. Passei três ou quatro anos da minha vida fazendo roteiros, vários deles com Melinda, e não tenho um punhado de filme para mostrar. De fato, ninguém nunca viu os roteiros, exceto alguns executivos de desenvolvimento. Adoro ir ao cinema, mas se tiver sorte, nunca mais precisarei "desenvolver" um filme.
Ed_Bryant_mod : Com algo parecido com o seu próprio show ... DOORWAYS. Esse era um conceito adorável e sofisticado de SF com boa reflexão sobre transitar em um mundo paralelo. Que tipo de forças foram necessárias para matá-lo?
GeoRR : Nunca terminei, Ellen ... mas um dia desses. Primeiro, preciso digitalizá-lo e colocá-lo em um disco. As páginas que temos (um bocado bastante grande) foram realmente escritas em uma = máquina de escrever =. Lembra-se delas? Eu tive uma máquina de escrever elétrica, já Gardner...
Visitante (169.197.15.29) : Eu pensei que ele se transformou (sem a sua influência) em Sliders. (não é um show muito bom, por acaso) -- David Felts
GeoRR : O que matou DOORWAYS foi principalmente foi uma sincronia ruim. Em agosto de 1992, quando exibimos o piloto para a emissora pela primeira vez, a ABC estava salivando para encomendá-la e, de fato, encomendou seis scripts de backup, um número muito alto. Mas estávamos muito atrasados ​​para a temporada do outono de 1992, então tivemos que esperar até maio do próximo ano. Entre agosto e maio, os dois maiores campeões da rede, os executivos que haviam trabalhado no programa conosco, partiram para outros empregos. Seus sucessores nos consideravam algo que restava do antigo regime. Quando chegou a hora da crise, a ABC decidiu que eles queriam apenas um único novo programa de SF em sua programação e seguiram com LOIS & CLARK, que havia sido desenvolvido pelo regime seguinte. E para quem não sabe o que foi o DOORWAYS ... bem, foi SLIDERS. Só que bom.
Visitante (Gdozois) : George, vamos sair agora. Tenha uma boa entrevista e diga Olá para Parris por nós. Boa noite Ellen, Ed e os demais. --Gardner
Ed_Bryant_mod : Uma pergunta em outra área. WILD CARDS, aquela longa série de livros de Bantam e Baen sobre supercaras e supermocinhas, vivos e às vezes bem, em um mundo que eles realmente criaram - alguma chance de continuar de alguma forma? Ainda parece haver público.
GeoRR : Gostaria muito de continuar com WILD CARDS, mas agora há muitas outras coisas no meu cardápio. Além disso, não temos um editor. Em retrospecto, mudar para a Baen foi um grande erro. Eles nos pagaram mais dinheiro, mas não venderam os livros com a mesma eficácia que a Bantam e depois nos culparam pelas vendas fracas. Suspeito que os WILD CARDS retornarão eventualmente, de alguma forma, embora possa haver um hiato de alguns anos. Alguns dos escritores estão fazendo barulho sobre como fazer histórias independentes sobre seus personagens e vendê-los para as revistas. Se algum dia eu encontrar tempo, provavelmente eu mesmo farei algumas histórias de Tartaruga e Popinjay.
Ed_Bryant_mod : Falando em WILD CARDS, apenas no caso de um de nossos sistemas travar novamente, eu queria fazer uma pergunta que assombra a maioria de nós, escritores. À medida que os livros esgotam com grande velocidade, eles se tornam o desespero do leitor lento demais para pegá-los durante as oito horas em que estavam à venda... Você é um dos escritores ativistas que se esforçou para manter seus livros disponíveis com seus próprios esforços. Isso está funcionando? E como os leitores podem aproveitar o seu serviço nessa área?
GeoRR : Sim, eu realmente mantenho estoques de meus livros esgotados e sobressalentes, tanto de capa dura quanto de brochura. De WILD CARDS, tenho volumes 1,2,6,7,9 e 11. Também tenho livros de bolso britânicos de REIS DA AREIA e TUF VOYAGING, a adorável edição limitada numerada e assinada do ARAMGEDDON RAG com slipcase e as primeiras edições do SONHO FEBRIL, SANTUÁRIO DOS VENTOS E RETRATOS DE SEUS FILHOS. Qualquer pessoa que queira alguma dessas informações pode me enviar um e-mail para [[email protected]](mailto:[email protected]) ou [[email protected]](mailto:[email protected]). Os preços são muito razoáveis ​​e os autógrafos são gratuitos. Você não apenas receberá um livro lindo e assinado, como também ajudará a apoiar meu mania com soldados de brinquedo. Desde que comecei a fantasia, fiquei viciado em colecionar cavaleiros em miniatura.
Ed_Bryant_mod : Ótimo. Lembrarei às pessoas que livros assinados e personalizados são ótimos presentes de fim de ano. Voltando a WILD CARDS momentaneamente. Uma enorme quantidade de material foi publicada ao longo de alguns anos de trabalho duro e febril. O que você acha que foi o maior apelo?
GeoRR : Bem, tivemos alguns escritores muito bons e algumas histórias fantásticas, mas acho que foi mais do que isso. O que notei no WILD CARDS foi o intenso interesse que os leitores desenvolveram nos personagens. Eles não eram apenas fãs do Wild Cards, eram fãs do Turtle, ou do Tachyon, ou do Fortunato. Cada leitor tinha personagens que amava e outros que odiava com a mesma paixão, e eles queriam acompanhar suas vidas. Eu sustento que é a mesma coisa que faz as pessoas acompanharem novelas de TV.
Marilee : George, eu sempre leio todas as histórias em Asimov, até mesmo as fantasias, mas frequentemente não estou interessado em comprar um livro relacionado a uma história de fantasia. Eu li "Blood of the Dragon" na edição de julho e imediatamente encomendei A GUERRA DOS TRONOS (que está abrindo caminho ao topo da pilha de leitura). O que fez você decidir escrever uma fantasia agora?
GeoRR : Marilee, eu respondi sobre esse assunto, talvez antes de você entrar. Não sei se há como retroceder, mas ... resumidamente, o livro não me deu escolha. Eu estava trabalhando em um romance completamente diferente, mas A GUERRA DOS TRONOS acabou de me tomar. Estou feliz que você tenha gostado de "Blood of the Dragon". Eu estava trabalhando em um capítulo de Daenerys hoje, por incrível que pareça.
Estranhamente, acho que nunca poderia ter escrito A GUERRA DOS TRONOS, a menos que eu tivesse feito WILD CARDS primeiro. O grande elenco de personagens de GOT é muito diferente dos meus romances anteriores, que se concentram muito em um único protagonista (A MORTE DA LUZ, SANTUÁRIO DOS VENTOS, ARMAGEDDON RAG) ou no máximo dois (SONHO FEBRIL). WILD CARDS, por outro lado, é =repleta= de personagens, e editar esses livros, especialmente os romances-mosaico, me deu muita prática no malabarismo com vários pontos de vista. Estruturalmente, A GUERRA DOS TRONOS é um romance-mosaico de WILD CARDS, só que comigo escrevendo todas as partes.
Ed_Bryant_mod : George, agora que você é um veterano em Hollywood, você acha que algumas das mesmas forças estão começando a deformar a publicação impressa também? Os novos autores com romances não seriados estão perdidos? E a publicação na web? Sinta-se à vontade para abordar qualquer um desses...
GeoRR : Uma pergunta deprimente, e uma resposta ainda mais deprimente ... mas sim, devo dizer, acho que as publicações estão sendo Hollywoodizada e tenho muita empatia por novos escritores que tentam entrar no ramo. Acho que ainda é será possível fazer um bom trabalho, mas muito menos possível ganhar a vida com isso. Quem ganhará a vida com isso serão as pessoas trabalhando em franquias e atendendo a gostos já estabelecidos, como [Star] Trek e Star Wars. É uma imagem sombria para alguém que realmente quer ser escritor em tempo integral. Por outro lado, antes de 1970 havia pouquíssimos escritores de SF em tempo integral, então talvez estejamos voltando ao que havia na Era de Ouro.
Ed_Bryant_mod : Deprimente, de fato. E o admirável mundo novo da publicação on-line? Alguma área brilhante que você possa enxergar?
GeoRR : Ainda não estou convencido de que a publicação on-line possa funcionar. Quero dizer, não vejo como alguém faria dinheiro com isso. Além disso, devo admitir, adoro livros, a sensação deles, a aparência deles, a conveniência. Leio-os na banheira, na cama e sentado ao ar livre. Não posso fazer isso com um leitor on-line, e também não gosto de imprimir romances e ter que lutar com pilhas de papel pesadas.
Marilee : Li todas as novelas OMNI no meu HP200LX - um computador de bolso que é mais leve e menor que a maioria dos livros, e pode ser segurado como um. Eu os li em consultórios médicos, restaurantes ou em qualquer lugar que eu tivesse que esperar. Ainda assim, ele seria muito caro se fosse apenas para ler livros.
Visitante (206.113.120.25) : Quais são suas próximas aparições na Whimpy Zone? --Keith
GeoRR : Não há muitas viagens nos meus planos atuais. Eu fiz uma turnê de quinze cidades pelo A GUERRA DOS TRONOS em setembro e outubro, além de Worldcon, Archon e World Fantasy Con, então agora estou feliz por estar em casa. Estarei em Archon novamente em outubro próximo e, claro, na worldcon em San Antonio, e em fevereiro vou a Nova Orleans para o Mardi Gras. Além disso, eu não sei. Eu posso ir ao Neulas [Nebula] em Kansas City.
Marilee : O que você fará com os cavaleiros de brinquedo quando os adquirir? Eu tenho muitos spaceguys de Lego, mas eles geralmente ficam na prateleira e são reorganizados de vez em quando.
Ed_Bryant_mod : Hmm, George. Talvez você possa se tornar um fazedor de pacotes e iniciar linhas de romances que exploram o mundo dos ônibus espaciais e cavaleiros de brinquedos Lego. Publique-os como Ron Goulart costumava escrever quando estava na publicidade... na parte de trás dos pacotes...
Talvez uma ou duas perguntas finais à medida que o tempo diminui. Onde você se vê como escritor em dez ou vinte anos, George? Ainda fazendo o mesmo reconhecidamente amplo leque de ficção? Ou há novas fronteiras que você deseja encarar?
GeoRR : Quanto aos cavaleiros, sim, eu os coloco nas prateleiras, arrumo os dioramas, os reorganizo e compro vitrines cada vez maiores e mais caras. Porém, eu não lido com Lego. Tenho Britain, Pings, Timpos, Banners Forward, Arsenyevs, Hornungs, Tiffany Soldiers, Staddens, Wyvern Standards, Traditions e uma dúzia de outros fabricantes, e também compro as remodelagens baratas de plástico e as pinto. Essas não são miniaturas de jogos, entenda. Estes são do tamanho tradicional de soldado de brinquedo, de 54 a 70 mm. As miniaturas de jogos são de 15 ou 25 mm, pequenas em comparação. Minha grande fantasia é encontrar o veio-principal da Courtenays sendo vendido em um mercado de rua por três dólares cada. Sorriso.
Ed, para dizer a verdade, não sei ao certo o que vou escrever daqui a cinco anos, muito menos vinte. Livros, TV, contos... Eu gostaria de fazer de tudo, mas nunca há tempo suficiente. Especialmente porque tenho o vago desejo de tentar ter uma vida também. Na verdade, não me saí tão bem nessa última parte; às vezes, olho para trás sombriamente ao longo de todos os anos passados ​​sentados em frente aos vários tipos de teclado, escrevendo sobre paixão, aventuras e maravilhas, quando o que realmente quero é =vivenciar= alguma delas. Mas talvez essa seja a maldição de todos os escritores. A maioria das biografias de escritores é mortalmente monótona, exceto para outros escritores - páginas e páginas de "E então ele escreveu". Ah, ok.
O que eu desejo para você, George, é que talvez você possa dividir seu tempo entre o teclado e o mundo. Nunca é tarde demais para ter uma aventura genuína. Então, boa sorte. E não leve nenhum soldados de brinquedo de madeira. Muito obrigado por participar do Omni Visions Prime Time hoje à noite. E para o resto de vocês, obrigado por participar. Boa noite a todos.
Marilee : Obrigado por aparecer, George!
GeoRR : Feliz de ter vindo aqui. Ed, Ellen, obrigado por me convidar. Depois que resolvemos os problemas, foi divertido.
GeoRR : Boa noite, Pessoal.
ellendat : Boa noite, George, e obrigado por ter vindo.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.10.03 21:35 altovaliriano Cronograma de releitura e análise (D&E) e aparições ilustres

Como ainda não ficou combinado qual obra não-asoiaf seria alvo de releitura, vou usar este primeiro post para definir. A primeira obra será "O Cavaleiro Andante", o primeiro conto de Dunk & Egg, que será assunto de debate por 3 semanas, conforme o cronograma a seguir:
  1. 10/10: Apresentação da sinopse do conto e comentários sobre impressões;
  2. 17/10: Discussão sobre o contexto históricos, personagens periféricos e SSMs específicos;
  3. 24/10: Apresentação e debate sobre Teorias específicas.
Tudo isto está sujeito a alteração caso falte assunto ou os temas sejam exauridos logo nos primeiros tópicos.
CONTUDO...
Para que esta semana não passe em branco, sugiro uma outra discussão.
Queria especular com vocês sobre as pessoas que apareceram em ASOIAF que vocês acreditam que possam também se tornar personagens (ou ao menos serem mencionados) nos contos de Dunk & Egg.
Assim, peço que se limitem a gente que de fato APARECEU na saga principal, e não apenas foi mencionada. Por exemplo, Jon Arryn nunca apareceu na saga principal, portanto, mesmo que ele tenha enorme potencial de aparecer nos contos de Dunk & Egg, não fará parte desta lista.
Aqui vai a relação de pessoas que considero potenciais personagens e menções:
  1. Walder Frey e Brynden Rivers - Já apareceram, mas com certeza ouviremos falar mais sobre eles;
  2. Meistre Cressen - Esse aqui eu espero ver bastante nos contos finais de Dunk & Egg, sendo um cara cético contra o misticismo no qual a família Targaryen passou a se agarrar a partir do reinado de Jaehaerys II. Ele, inclusive, tem aquela ligação ainda não esclarecida com Arquimeistre Walgrave que pode não ser explorada em ASOIAF, e deixada para D&E;
  3. Grande Meistre Pycelle - Imagino que o veremos nos últimos contos, pois ele só foi apontado como Grande Meistre no mesmo ano que a tragédia de Solarestival. Mas é possível que o vejamos antes, caso algum conto se passe na Cidadela;
  4. Barristan Selmy - Presença certa, haja vista que ele, aos 16 anos, derrubou Dunk do cavalo em um Torneio em Porto Real e foi armado cavaleiro pelo próprio Egg (à época, Rei Aegon V).
  5. Aemon Targaryen - já foi mencionado em D&E, mas ainda não apareceu. Porém, como Dunk irá escoltá-lo para a Muralha, é possível que vejamos Aemon Targaryen bem jovem;
  6. Mãos Frias - É uma teoria bem aceita que Mãos Frias seria um dos homens de Corvo de Sangue, um dos Dentes do Corvo. Se Duncan vai escoltar Aemon e Brynden à Muralha é possível que vejamos Mãos Frias.
  7. Olenna Redwyne/Tyrell - Ela era a prometida de Deron, filho de Egg. O compromisso foi rompido, assim como o de todos os filhos de Egg. Também é possível que vejamos o marido dela, Luthor Tyrell, que era prometido a Shaera, mas ele não está nesta lista pois já estava morto à época de ASOIAF.
  8. Fantasma de Coração Alto - Como eu suponho que o mistério de Solarestival seja muito melhor explorado em D&E do que em Fogo & Sangue Vol. 2 ou em ASOIAF, eu acredito que veremos o Fantasma novamente nos contos futuros, assim com Jeyne de Pedras Velhas.
  9. Gerold Hightower - Não apareceu em ASOIAF propriamente, mas apareceu no sonho de Ned em AGOT. Gerold foi o sucessor de Duncan no comando da guarda real, então acredito que ele já estava na guarda quando Duncan era o comandante. Quero ver o que Dunk tem a falar sobre ele. Oswell Whent e Arthur Dent não estão aqui porque não deviam ter nem nascido nesta época.
  10. Aerys II Targaryen - Estou forçando a barra, mas Aerys foi visto nas visões de Daenerys na Casa dos Imortais. De todo modo, é possível que vejamos Aerys na sua melhor forma, sendo o príncipe generoso e charmoso que todos alegam que ele era antes da loucura.
  11. Hoster e Brynden Tully - Muitos apostam que D&E ainda tem várias aventuras nas Terras Fluviais, então Hoster e Brynden podem surgir na história, ainda crianças.
  12. Velha Ama - Alguns dizem que ela já apareceu, como a segunda mulher de Lord Butterwell em "O Cavaleiro Misterioso", irmã mais velha de Lorde Walder Frey. Mas todos realmente esperam que ela seja a mulher em Winterfell beijando um homem muito alto (Duncan), na visão do passado que Bran teve em ADWD. Ela pode ser ambas, inclusive.
  13. Melisandre - Melisandre sabe falar o idioma comum de Westeros e, se vc acreditar na teoria, é velha o suficiente.
  14. Quaithe - Independentemente de vc acreditar que Quaithe é Shiera Seastar disfarçada, Quaithe fala o idioma comum de Westeros e pode ser muito mais velha do que aparenta (apesar de não conhecermos nada de sua aparência...)
  15. Lymond Lychester - O melhor ficou para o fim. Eu aposto meu braço que veremos o velho gagá que vive contando a história de como reteve um tal Sor Maynard na "ponte" (ASOS, Arya IV). Eu até tenho uma aposta sobre quem é o tal cavaleiro que ele reteve, mas vou deixar para um tópico futuro de teoria sobre Dunk & Egg.

E vcs? Tem alguma idéia de personagens de ASOIAF que poderiam aparecer em D&E?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.01.04 07:18 Kilu4 Após a escuridão sempre vem o amanhecer

(EDIT PARA O TLDR) : Meu namoro de cerca de 1 ano e meio , acabou e só agora eu consegui perceber o quanto me fez mal estar nisso e quanta merda passei por ter me envolvido com alguém enquanto eu tinha 0 autoestima. Porém agora que notei tudo isso estou pronto pra fazer desse novo ano muito melhor e começarei isso me conhecendo
Acho que nunca estive mais esperançoso.
Meu 2018 foi maravilhoso, ganhei um aumento, consegui uma bolsa integral, fiz meu primeiro concurso público, até mesmo um cursinho de primeiros socorros eu me aventurei. Mas um único fato foi capaz de tirar toda minha vontade e alegria nesse final de ano, o fim do meu "namoro".
Esse foi o meu 1º namoro. Eu perdi o meu BV com ela, minha virgindade e ainda assim eu saio desse namoro com uma sensação de que eu não fui o bastante.
Quando olho pra trás, vejo coisas que me envergonham e ao mesmo me deixaram uma cicatriz tão grande que me fez me questionar o quão pouco eu signifiquei na vida dela ao mesmo tempo que me sinto um tanto inútil dado ao quanto ela significou pra mim.
Alguns desses casos que me marcaram foram os seguintes:
1º- Ela tinha um Ex namoro virtual, porém quando a gente tinha menos de 1 mês de namoro, o rapaz chamado Lucas (eu sei que nunca vou esquecer essa história, já que tem Lucas a cada 2 metros) voltou a conversar com ela. Ela se declarou para o garoto sobre o que sentia, e ele disse que não poderia corresponder a mesma coisa. Eu fiquei arrasado com isso, mas procurei perdoar já que ela foi honesta comigo. Porém o problema com esse cara se repetiu mais 3 vezes. Ela terminou e me bloqueou após ver uma foto dele no instagram, voltou a conversar escondida com ele ( tinhamos combinado de manter ele bloqueado após a vez do instagram ) e na 4ª vez nós terminamos quando ela mandou escolher " Aceitar e ficar de boa ou terminar ", acabei perdoando e hoje sequer sei o motivo de ter me rebaixado nesse estado, mas isso eu sei que é algo que vai ficar marcado para sempre e destruiu a confiança plena que eu sempre deixei claro que quis ter e me fez perdoar na 1ª vez.
2º- Eu estava disposto a pagar um curso preparatório para o ENEM, já que queria cursar História ao mesmo tempo que iria me manter perto dela. Pois bem, era legal quando não tinha ninguém olhando. Sério, a gente chegava a se tocar na VAN escondidos, mas quando alguém nos olhava ela simplesmente fingia que eu não era nada. Eu passei a acreditar que ela tinha vergonha de mim, já fazia cerca de 7 meses escondidos e ela não havia criado coragem pra falar com os pais ( nunca quis passar por cima da vontade dela nisso ) e no curso que só haviam pessoas estranhas ela fingia que mal me conhecia. Chegou a falar na minha cara para uma pessoa que só eramos conhecidos quando uma pessoa perguntou e eu fiquei me sentindo péssimo. Cheguei a conversar com ela sobre isso, mas não resolveu de nada e pouco tempo depois fui obrigado a sair do curso por conta de uns problemas em casa.
3º- Ela vivia falando que se eu fosse como um colega meu, que pegou bolsa no Mackenzie e arrumou um estagio ganhando 2.5k ela conseguiria me assumir pros pais, já que eles queriam alguém que tivesse fazendo faculdade. Até ai, eu ainda me forçava pra compreender. Porém depois de um tempo de sair do curso, eu consegui entrar na faculdade com bolsa integral no 2º semestre. Claro que não é nível Mackenzie e nunca será, mas ela passou um bom tempo me chamando de fracassado/acomodado por estar cursando administração em vez de ter estudado pra história. ( não tem história presencial aqui na cidade, e eu não tenho familia espalhada brasil a fora ou familia que vai dar 3k por mês pra ela sobreviver ), e meu serviço não ganha bem, longe disso. Mas não é algo que a familia dela teria preconceito como empacotador de supermercado. ( Sou monitor de cursos interativos, aqueles estilo Microway ou microlins da vida)
Salvo outras coisas aleatórias, como dizer que eu estraguei a vida da minha mãe por ter nascido, ou sempre terminar por motivos aleatórios, me bloquear e voltar dias depois fingindo que nada aconteceu, ou o que mais me irritava desde sempre, cobrar que eu perdoasse ela 100% das merdas que fazia, quando voltava sempre a fazer a mesma coisa.
Nesse nosso término, por exemplo, ela acusa que eu nunca " motivei " ela. Mano, eu via a menina praticamente a cada 2 meses com ela morando na minha cidade porque ela queria estudar pra medicina. Eu trabalhava algumas horas a mais pra juntar tempo o suficiente pra uma folga. Eu me preocupei com ela indo morar pra Foz do Iguaçu pra fazer medicina no Paraguai e cheguei a pedir um acordo pro meu chefe, pra poder mudar pra lá e ter a sensação de morar sozinho e já ia me ajudar na ansiedade de preocupação com ela com a única condição de falar com os pais dela.( sim, novembro de 2018 ainda não tinha dito ) Ela não quis falar, preferiu falar que não queria viver vida de casada ( ??? ) e que eu iria só atrapalhar a juventude dela. E inclusive usou essa minha preocupação pra falar que eu só queria ir por achar a menina uma retardada ou coisa assim. Detalhe: Não faziam 2 meses que ela passava por psiquiatra com remédio controlados, inclusive ela diz que surtou numa festa de final de ano aqui da empresa do pai dela na volta pra casa deles.
E sinceramente, eu olho pra tudo e isso e somente penso o quão errado isso tudo deu. Eu percebi o quanto eu aguentei e o quão mal eu me senti nessa relação simplesmente por insegurança e carência. Eu descobri que não sei o que gosto além de e-sports, futebol, animes, filmes e jogos em geral.
Eu só sei que quero mudar. Quero tentar me tornar uma pessoa melhor em geral, descobrir novos hobbys, perder a timidez e quem sabe até mesmo aprender a flertar. Tirei um tempo pra aprender a usar aqueles temas do /androidthemes (e consegui!), irei começar a aprender a configurar a camera manual do celular e depois a editar com o LightRoom. Com o dinheiro que guardei pra comprar nossa aliança de namoro fiz minha tatuagem de Fullmetal Alchemist, planejo fazer um cronograma pra estudar no mínimo 1h por dia assim que voltar meu serviço e eu descobrir se vai ter mudanças nos horários e principalmente vou valorizar ainda mais minha mãe e meus avós, pois eles sim são as pessoas que sempre estarão comigo e se orgulham de todas as minhas conquistas, mesmo que seja um emprego que ganha um salário mínimo ou uma bolsa de faculdade mesmo que não seja o que você sonhou.
Finalmente descobri que esse sofrimento todo foi por ter colocado ela acima de tudo e principalmente por não ter tido autoestima suficiente de olhar pra si mesmo naquele tempo todo e dizer " Você vale mais que isso " por que eu realmente valho mais!
Eu comecei do zero no meu emprego como um estagiário fudido cujo o próprio chefe me fala hoje em dia que tem um puta orgulho do que eu me tornei, pq ele achava que eu iria desistir em 1 mês e quando pedi demissão me ofereceram um aumento, e eu me senti importante e útil, além desse valor ter me ajudado absurdos em casa. Além disso eu fui MUITO bem no 1º semestre de ADM e até que gostei das primeiras matérias, o que me animou um monte por ser um curso " por fazer "
Eu posso ter passado meu final de ano um tanto depressivo enquanto assistia o glorioso Silvio Santos. Mas esse ano não. 2019 será o ano em que finalmente eu terei orgulho de mim mesmo.
submitted by Kilu4 to desabafos [link] [comments]


2017.05.03 00:43 servente_de_DevOps Dilema: fechar a grade ou tirar 10 em tudo?

Dilema:
Opção A - fechar a grade na carga horária máxima ou quase isso e passar raspando com 6 em tudo e talvez pegando DP em algumas
Opção B - simplesmente seguir o cronograma do curso que deixa muito tempo livre e passar possivelmente com 8,9 ou 10 em tudo
Vantagens:
dirijo 1h e 30m ( ida e volta ) todo dia, então ganharia tempo mesmo se ficasse preso por causa de pré-requisito ( pois teria dias q eu n teria q ir )
terminar de 6 meses a 1 ano mais cedo
Desvantagens:
??? é minha pergunta
Situação:
Já passei dos vinte
Ciências da Computação numa federal em regime integral
Desinteresse por vida acadêmica / mestrado / PIBIC / qualquer atividade fora da grade
Decisão de ir embora do país e/ou trabalhar remoto
PS.: Quem aí já fechou a grade alguma vez conte o seu relato / história de vida / testemunho
submitted by servente_de_DevOps to brasil [link] [comments]